Chega a 3 de maio: Novo Mercedes-Benz Classe A à procura da revolução

Chega a 3 de maio: Novo Mercedes-Benz Classe A à procura da revolução

Aproxima-se uma revolução no segmento dos modelos compactos Premium, com o novo Mercedes-Benz Classe A a chegar aos concessionários nacionais a 3 de Maio. Em destaque está a promessa de uma interface inovadora graças à plataforma MBUX, a nova coqueluche tecnológica de conectividade da marca germânica, mas está prometido ainda mais conforto, mais espaço e performances condizentes com o seu estatuto Premium.

O novo Classe A irá chegar ao mercado naconal com uma interessante estratégia comercial em que as versões de entrada a gasolina e Diesel têm o mesmo preço base: 32.450€.

De início, a Mercedes-Benz apresenta duas motorizações, com a oferta Diesel a ser representada pela versão A 180 d com o motor 1.5 de 116 CV de potência, enquanto a opção a gasolina recai no modelo A 200 com o novo motor 1.4 de 163 CV, que tem como características principais a desativação de cilindros para maior eficiência (quando não está em carga, desativa os cilindros 2 e 3) tendo ainda a particularidade de ter cabeça dos cilindros em formato de ‘delta’. Este motor, com nome de código M 282, está ainda equipado com filtro de partículas e turbo de controlo eletrónico, que a Mercedes-Benz explica ter a capacidade de melhorar as respostas.

Ambos os motores (e os preços) incluem já a caixa automática de dupla embraiagem com sete velocidades (7G-DCT), mas tanto um como o outro poderão ser equipados, mais tarde, em associação com caixas manuais: no caso do A200 a gasolina já em Junho ou Julho e, no caso do A 180 d a espera é maior, uma vez que apenas no início de 2019 estará disponível.

Há ainda espaço também para um outro modelo a gasolina, neste caso o A 250, que conta com um novo motor de 2.0 litros com 224 CV que se destaca por soluções tecnolõgicas como o controlo de válvulas variável Camtronic e pelo formato cónico dos cilindros que ajuda a reduzir a fricção com os pistões no seu interior. A Mercedes-Benz aplicou-lhe a terminologia Conicshape, funcionando como mais uma tecnologia de incremento da eficiência e subsequente redução dos consumos médios. O preço desta versão a gasolina, sempre associada a caixa automática, cifra-se nos 47.100€.

A gama irá crescer posteriormente com mais versões (incluindo AMG), sendo que, em Janeiro está já prevista a chegada do modelo A 200 d, que recorre ao novo motor de dois litros estreado no Classe E, mas aqui com a possibilidade de escolha de caixa manual ou automática e potência ajustada para os 150 CV.

MBUX: Tecnologia de nova geração

Uma das grandes armas da Mercedes-Benz para este seu novo Classe A é o sistema de infoentretenimento e de conectividade MBUX (acrónimo para Mercedes-Bens User eXperience), que permite nova possibilidades de configuração do interior em diversos aspectos e que exibe todo o seu potencial com a aplicação dos dois ecrãs de 10 polegadas que, juntos, criam uma grande ecrã horizontais para uma linearidade visual no tablier.

Na esquerda, a instrumentação assume contornos de total personalização, com modos à escolha em termos de visualização dos instrumentos, enquanto na direita, o ecrã central assume-se como o centro nevrálgico de controlo do sistema multimédia e funconalidades diversas do veículos, sendo a partir daí, de forma táctil ou através do ’touchpad’ na consola central, que se acedem a ajustes do veículo no sistema de áudio, na configuração da iluminação ambiente, na navegação ou nos assistentes de segurança, apenas para mencionar alguns mais mais relevantes.

Mais ainda: este é um sistema que detém já alguma capacidade de aprendizagem graças a um módulo de inteligência artificial, pelo que pode começar a ‘aprender’ os hábitos do condutor e fazer até sugestões personalizadas. Um sistema de altíssima qualidade e com o qual se torna quase imperativo conviver na era da digitalização e dos smartphones (tendo ligação ainda com a aplicação Mercedes). O sistema permite ainda receber novo conteúdo, personalização das aplicações, actualizações via wireless ou perfis de condutor específicos que guardam as preferências de cada condutor ao mais ínfimo detalhe.

Para quem prefere falar, o MBUX também aceita comandos vocais, precedidos por um apelativo ‘Hey, Mercedes’. Depois, podemos fazer pesquisas pela meteorologia ou pedir que aumente a temperatura a bordo porque “temos frio cá dentro”. Funcionando melhor com a língua inglesa do que com a portuguesa, destaque para a impressionante rapidez de resposta e de processamento das perguntas efetuadas pelo condutor.

Outro destaque: a navegação oferece imagens em tempo real no ecrã central, filmadas a partir de uma câmara na dianteira, que exibe através de realidade aumentada o caminho a seguir, com setas posicionadas sobre a imagem real. De série, a marca propõe uma solução simplificada do MBUX, sem navegação e com ecrãs de sete polegadas.

Depois, num outro capítulo de tecnologia, nota para o autêntico manancial de sistemas de segurança e de assistência à condução, com travagem autónoma de emergência, cruise control adaptativo, ajuda à manutenção na faixa de rodagem, assistente de mudança de direcção e de ângulo morto com a particularidade até de detectar a eventual proximidade de ciclistas a partir da traseira, impedindo as portas de abrirem nesse caso.

Mais luminoso a bordo

A marca procurou eliminar os principais pontos críticos do Classe A anterior, como por exemplo, a questão da luminosidade interior, que no caso do modelo que sai agora de cena era mais escassa, sobretudo atrás. Contudo, sendo maior – cresce 30 mm na distância entre eixos e 14 mm na largura da via dianteira -, o novo Classe A surge mais desafogado no interior, com mais superfície vidrada para melhor visibilidade geral (uma melhoria de 10% na visão a 360º), com menos ângulos mortos. Muito do trabalho efectuado pelos engenheiros da marca passou pelo aprimoramento da aerodinâmica, pelo que o formato do novo Classe A ‘responde’ aos requisitos de gerar a menor resistência possível ao ar. Com efeito, conta com um coeficiente de arrasto de apenas 0,25 Cd.

Deixe uma resposta