Empresários de Moçambique e Angola querem firmar parcerias

Empresários de Moçambique e Angola querem firmar parcerias

A Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA) e o Conselho das Associações Empresariais de Angola comprometeram-se esta terça-feira (08), em Maputo, rubricar parcerias que relancem a agricultura, florestas, turismo e infraestruturas e sirvam de motores de crescimento económico  dos dois países.

O vice-presidente da CTA, Castigo Nhamane, disse num encontro com a contra-parte angolana que os dois países dispõem de um enorme potencial que abre excelentes perspectivas para parcerias empresariais.

“Esperamos fazer uma troca de experiências e partilha de informações para que tenhamos maior interacção no ambiente de negócios nos dois países”, manifestou interesse Nhamane.

O sector privado de Angola e de Moçambique vivem momentos similares, pelo que urge a necessidade de o sector privado, opte em cooperar em sectores estratégicos  como agricultura, infraestruturas, turismo e florestas, visando gerar mais rendimento para a população dos dois países.

Por seu vez, o presidente do Conselho das Associações Empresariais de Angola, João Gomes, defendeu a necessidade de Angola e Moçambique aproveitarem os laços históricos para dinamizarem a cooperação empresarial e económica produtiva e transformadora.

“Esta é uma oportunidade que a CTA de Moçambique nos dá para trocarmos experiências e encontrarmos sinergias para melhorar o ambiente de negócio entre Angola e Moçambique”, concluiu Gomes.

Importa referir que o encontro entre a CTA e o Conselho das Associações Empresariais de Angola realiza-se no contexto da 1ª Conferência Económica do Mercado da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que decorre quarta-feira (09) e quinta-feira (10) em Maputo.

Deixe uma resposta