Mais uma greve na travessia Maputo-Katembe

Mais uma greve na travessia Maputo-Katembe

Os 230 trabalhadores da Transmarítima paralisaram, desde a manhã de hoje, a navegação da única embarcação “Mpfumo” que faz a travessia Maputo-Katembe, condicionando a circulação de pessoas e viaturas entre as duas margens.

A paralisação do “Mpfumo” está a provocar enchentes de pessoas e viaturas junto às duas pontes-cais, Maputo e KaTembe, uma vez que as pequenas embarcações, vulgo “Mapapai”, em número de três, são insuficientes para dar vazão à demanda de transporte marítimo por parte dos cidadãos.

Na reivindicação dos trabalhadores consta a exigência do pagamento de salários em atraso, canalização dos descontos à segurança social e entre outros benefícios.

A Transmarítima, empresa proprietária dos barcos que fazem a ligação entre Maputo e KaTembe, como as embarcações “Mpfumo”, “Bagamoyo”, paralisada por avaria, e “Nyelete” que liga Maputo e a Ilha de Inhaca, Macaneta, entre outras.

Para encontrar soluções para o problema, o Secretário Permanente do Ministério dos Transportes e Comunicações, Pedro Inglês, reuniu-se com os trabalhadores da Transmarítima a bordo do ferry-boat “Mpfumo”.

Enquanto procedem as negociações, os funcionários disseram que só retomavam às suas actividades mediante o pagamento dos salários.

 

Fonte: Notícias

Deixe uma resposta