NELSON SANTOS: MISSÃO É CONQUISTAR TÍTULOS

NELSON SANTOS: MISSÃO É CONQUISTAR TÍTULOS

O técnico português, ao serviço do Ferroviário de Maputo, Nelson Eduardo Santos, deU seu nome completo, foi apresentado nesta segunda-feira, na sede do clube, como novo treinador da equipa principal.

Santos, que marcou pela positiva a época-2017, no Costa do Sol, submeteu-se a um grande desafio da sua carreira, ao abraçar o ambicioso projecto do Ferroviário.

Tendo em conta que no ano passado o técnico levou o Costa do Sol ao posto de vice-campeão e vencedor da Taça de Moçambique, foi visto como peça fundamental para colocar a “locomotiva” nos respectivos carris.

Nelson Santos disse estar ciente das adversidades que poderá encontrar nas duas competições nacionais, Moçambola e Taça de Moçambique, da presente época, mas afirma ter a ferramenta necessária para trabalhar e, por via disso, promete conquistar os dois títulos.

Santos considerou tratar-se de um grande desafio, tendo em conta a pressão sobre a qual irá trabalhar, mas afirma ser motivo de alegria, tendo em conta a progressão que vai ter na sua carreira.

“Estar num clube emblemático como Ferroviário de Maputo é um grande desafio para qualquer um. Portanto, estou preparado para dar euforias à esta grande família. Submeti-me à uma grande missão na minha carreira, ao aceitar os desafios propostos pela direcção, que têm a ver com a conquista dos dois títulos, o Moçambola e a Taça.

A tarefa não será fácil, tendo em conta que tal objecto é almejado por muitos clubes. Sabe-se de antemão que esta é uma missão espinhosa, mas estou preparado para enfrentar tudo e todos, visando lograr os meus intentos”, referiu.

Santos acredita que com o trabalho que a sua equipa irá fazer na presente época culminará na conquista dos títulos que fogem ao clube há, pelo menos dois anos.

“Os campeões são feitos de trabalho árduo, empenho e dedicação. É o que vamos fazer. Acredito nos jogadores que permaneceram no plantel e das novas contratações. A direcção prometeu dar apoio em todos os sentidos. Por isso, não há razão de queixas até este momento”, garantiu.

Relativamente à qualidade do plantel já constituído, apesar de estarem a faltar dois jogadores, que dentro de dias far-se-ão presentes, o nosso entrevistado afirmou: “tenho jogadores de qualidade. Por isso, espero muita colaboração na nova metodologia de trabalho a que são submetidos.

Gostaria de fazer uma época marcante na minha carreira e nas memórias da claque “Vata Xanisseka”, que também prometeu apoiar-me”. Santos, visivelmente emocionado com o novo rumo da sua carreira, disse, de viva voz: “Somos Ferroviário. Conto com o apoio, da direcção, da claque e de todos os amantes do clube. Se assim for, seremos

Deixe uma resposta