Nem as dificuldades param o cinema moçambicano

Nem as dificuldades param o cinema moçambicano

“Comboio de Sal e Açúcar” candidatou-se aos Óscares de 2018, mas por falta de verbas para a promoção não foi seleccionado. A falta de fundos é o calcanhar de aquiles do cinema moçambicano, lembra o realizador do filme, Licínio de Azevedo. Mas Moçambique já tem um Comité de Óscares, que visa garantir a candidatura de filmes nacionais na corrida aos prémios de cinema mais mediáticos do mundo.

Cortesia da: © Deutsche Welle

Deixe uma resposta