Polícia usa reconhecimento facial para deter homem entre 60 mil pessoas

Polícia usa reconhecimento facial para deter homem entre 60 mil pessoas

As autoridades chinesas detiveram um homem com recurso a tecnologia de reconhecimento facial. O suspeito estava num concerto em Nanchang, na província de Jiangxi, mas apesar de estar rodeado de milhares de fãs, o sistema deu alerta quando o homem passou pela segurança.

O homem, de 31 anos, estava numa lista de procurados relacionada com uma disputa económica.

Segundo o Daily Mail, quando foi detido pode ouvir-se a dizer: “Os meus amigos e eu comprámos o bilhete e vim com a minha mulher. Se soubesse disso [reconhecimento facial], não vinha”.

O uso da tecnologia de reconhecimento facial para monitorizar o público já é um prática bastante comum na China, com cerca de 40 governos locais a usarem esse reconhecimento para festivais, eventos de grande dimensão e aeroportos.

O país pretende construir um sistema de vigilância digital que consiga usar vários dados biométricos – fotografias e impressões digitais – de forma a saber o paradeiro de toda a população. Uma situação que tem gerado preocupação entre os grupos de ativistas dos direitos humanos.

Deixe uma resposta