RESCISÃO CONTRATUAL COM TPA2: Welwitschea dos Santos “Tchizé” sente-se ofendida

RESCISÃO CONTRATUAL COM TPA2: Welwitschea dos Santos “Tchizé” sente-se ofendida

Welwitschea dos Santos, filha do ex-Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, diz-se difamada pela forma como foi rescindido o contrato de gestão do segundo canal da Televisão Pública de Angola (TPA), atribuído a Semba, empresa da qual é sócia.

A 15 de Novembro de 2017 o presidente de Angola, João Lourenço,  ordenou ao Ministério da Comunicação Social a retirada da gestão da TPA 2, canal público, à empresa Semba Comunicação e da TPA Internacional à Westside. A empresa de “Tchizé” assumia desde 2007 a gestão do canal 2 da TPA, por ajuste direto, sem concurso público.

Em entrevista  com a Lusa, a empresária, deputada e membro do comité central do MPLA, afirma ter sido difamada pelo executivo de Lourenço e questiona o método usado para tal acto frisando ter lhe sido atribuído o contrato por mérito e desta forma mancha seu “bom” nome a nível internacional.

Senti-me difamada e atacada no que de mais precioso tenho: a minha dignidade intelectual e a minha honra e vi o meu bom nome manchado por uma ação do executivo, que induziu o mundo a achar que sou ou fui uma pessoa de má-fé. O que afeta a minha reputação internacional e isso não posso consentir.

Lembra-se que a empresa em questão tem como sócios os irmãos Welwitschea ‘Tchizé’ e José Paulino dos Santos ‘Coreon Du’, filhos de José Eduardo dos Santos.

A rescisão do contrato para a gestão da TPA 2 pela Semba Comunicação foi feita no mesmo dia em que o chefe de Estado, João Lourenço, exonerou Isabel dos Santos do cargo de presidente do conselho de administração da petrolífera Sonangol, também empresária e filha de José Eduardo dos Santos.

Deixe uma resposta