Sudão do Sul: Efectivos da ONU reforçam protecção após confrontos em Unidade

Sudão do Sul: Efectivos da ONU reforçam protecção após confrontos em Unidade

Missão de paz relata fuga de milhares de pessoas durante avanço do Exército para área de Leer; soldados de paz querem aumentar patrulhas em dezenas de aldeias remotas marcadas por atrocidades.

A Missão da ONU no Sudão do Sul, Unmiss, enviou 150 efetivos para o estado de Unidade para proteger os civis que são “alvo deliberado das partes em conflito”.

A operação de paz revelou esta quinta-feira que milhares de pessoas fugiram de combates intensos durante o avanço das Forças Armadas em direção à cidade de Leer.

Destruição

Pelo menos 30 aldeias ou assentamentos foram atacados nessas áreas onde podem ser vistos “corpos não enterrados, dezenas de cabanas queimadas e serviços essenciais como postos de saúde e lojas destruídos”.

O representante especial do secretário-geral no país, David Shearer, disse que o envio das tropas de paz deve melhorar o patrulhamento e permitir chegar às aldeias remotas “onde ocorrem as piores atrocidades”.

Crianças

Para o também chefe da Unmiss, essas ações permitirão uma melhor proteção e conter os combates.

De acordo com a operação de paz da ONU, o aumento da violência obriga mais pessoas a fugirem das suas casas. Num local próximo à base da Unmiss que tinha 500 deslocados em Leer, vivem agora cerca de 2 mil civis, a maioria crianças.

Cortesia da: Rádio ONU [Apresentação: Eleutério Guevane.]

Deixe uma resposta