UP vai envolver estudantes na resolução dos problemas de saúde

UP vai envolver estudantes na resolução dos problemas de saúde

O reitor da Universidade Pedagógica, Jorge Ferrão disse está quarta-feira (25) ser necessário usar a vantagem representativa nacional como um factor capaz de envolver o estudante na produção de soluções dos problemas que enfermam o sector da saúde em todas as províncias moçambicanas.   

Com efeito, urge a necessidade de potenciar as delegações provinciais de estratégias de actuação, com vista a harmonizar as soluções. Ferrão reitera a necessidade de desenvolver a campanha de saúde por etapas, de modo a permitir a produção de melhores resultados que permitam reduzir o índice de mortalidade e dotar as famílias dos estudantes de ferramentas básicas de prevenção e combate da malária.

“A primeira doença a ser atacada será a malária, onde iremos apostar na potenciação dos 60.000 estudantes de todas as delegações provinciais de ferramentas básicas de combate e prevenção e estes terão a tarefa de replicar em suas famílias, quero com isto dizer teremos 60.000 famílias envolvidas no processo de combate e prevenção desta doença ainda mortífera”, afirmou o reitor.

Ferrão sublinha que a malária constitui apenas o ponto de partida das campanhas de saúde a serem desenvolvidas pela Universidade, visto que também serão realizadas feiras de saúde permanentes para colecta de sangue, e numa fase posterior vai se atacar outros problemas e doenças que constituem problema de saúde pública nacional.

“ A partir deste ano nos enquanto Universidade formadora de mentes pensantes e geradoras de soluções dos problemas do país, comprometemo-nos a estar em todas as campanhas de saúde, de modo a contribuir para a melhoria da saúde da população moçambicana”, concluiu o reitor da UP.

Deixe uma resposta